15 Setembro, 2020 -

Fazendo valer a missão: Cecafes leva alimentos da agricultura familiar para outros estados

A Cooperativa Central de Comercialização da Agricultura Familiar de Economia Solidária (Cecafes) continua comercializando e distribuindo alimentos da agricultura familiar, agora alçando voos mais longos. Na segunda, 14, duas cargas partiram de Erechim para dois estados brasileiros diferentes, São Paulo e Paraná. 

São mais de 11 toneladas de bergamotas produzidas em solo gaúcho por 8 diferentes famílias que chegarão o mercado nacional através da logística da Cecafes.  As frutas foram entregues à cooperativas singulares da Cecafes, sendo elas a Agricoop Aratiba, a Cooperbemm  de Mariano Moro  e Cocel de Marcelino Ramos.  

Junto com com esse carregamento de bergamotas, cerca de meia tonelada de laranja valência (Citrus sinensis) chegará até São Paulo, mais especificamente, ao município de Sete Barras, no vale do Ribeira, por intermédio da Cooperativa da Agricultura Familiar de Sete Barras (Coopafasb).

Essa parceria é fruto da cooperação e intercooperação das cooperativas ligadas/filiadas à União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes) do estado do Paraná, que recebem e armazenam a fruta voluntariamente, com o intuito de apoiar a cooperação da Cecafes Erechim, filiada a Unicafes do Rio Grande do Sul, com as cooperativas de SP, especificamente  Coopafasb. 

A Coopafasb é uma cooperativa da agricultura familiar, que adota práticas tradicionais de cultivo com baixo impacto ao meio ambiente, sustentabilidade e responsabilidade socioambiental. Atualmente a cooperativa agrega 160 cooperados, dos quais 92% residem e trabalham nas suas propriedades, em Sete Barras e municípios vizinhos.

Marcelo de Jesus Fukunaga Rosa, agricultor familiar cooperado na Coopafasb e diretor da Cooperativa Central Vale do Ribeira, conta que a parceria com com a Cecafes se deve por uma convergência de princípios e valores dentro da economia solidária. Além disso, Marcelo destaca que o trabalho em rede otimiza o  custo garantindo a segurança alimentar em na região pela sazonalidade ou pela não aptidão de produção em determinados produtos. Dessa forma, cria-se um circuito onde, de acordo com Marcelo “os alimentos que produzimos, possam ser direcionados para onde há escassez desses produtos.”

Essa comercialização de laranjas orgânicas com outros estados não é por acaso. A crescente demanda por produtos orgânicos abre um leque de possibilidades também para o agricultor familiar disposto a fazer essa transição. Para elucidar, desde o ano 2000, há um crescimento médio anual das vendas no varejo de produtos orgânicos no mundo superior a 11%, indicador que expressa o dinamismo desse setor. 

A Cecafes trabalha, em nível nacional, em conjunto com o Instituto Conexões Sustentáveis (Conexsus), organização que trabalha para ativar o ecossistema de negócios comunitários rurais e florestais para aumentar a renda dos pequenos produtores e fortalecer a conservação dos ecossistemas naturais, visando a conversão dos pomares convencionais em pomares orgânicos tendo em vista a prática de baixo impacto ambiental, assim fortalecendo a sustentabilidade na agricultura familiar.